Blog

Instant Article, uma nova pequena
funcionalidade do Facebook ou
mais uma arma contra o Google?

Em primeiro lugar, “Instant Article” do Facebook permite apenas um conforto de leitura maior no Facebook. Essa funcionalidade permite ler artigos da imprensa sem sair da plataforma. Mas isso também permite acessar um conteúdo sem passar pelo Google.

Blog

É um grande passo nas mídias para o Facebook, que conseguiu uma parceria com grandes nomes da imprensa internacional para divulgar seu conteúdo, textos, imagens e vídeos. O New York Times, BuzzFeed, National Geographic, The Atlantic e NBC nos estados unidos, a BBC e o Guardian no Reino unido assim como Bild e o Spiegel em Alemanha fazem parte dessa parceria.

Hoje 85% dos acessos ao Facebook são feitos por mobile, o que não facilita a leitura de artigos fora da plataforma. O objetivo é aumentar o tempo passado no Facebook e aumentar o engajamento dos leitores. Esses números são valiosos para publicitários e anunciantes.

O Facebook pode apresentar essa nova funcionalidade como um prolongamento natural para a visualização de conteúdo postado na plataforma, e é verdade que os artigos vão aparecer na sua linha de tempo como qualquer outro link postado, mas a vontade deles é a de aumentar o tempo de leitura, o número de vídeo vistas e, consequentemente, aumentar as despesas dos anunciantes. A grande vantagem para o Facebook, é o espaço para propor artigos direcionados aos seus usuários.

Uma nova opção de renda para as mídias.

Blog

Para atrair mais mídias, o Facebook não se contenta em propor uma visibilidade a mais e uma interface bem pensada para a leitura dos artigos. A ideia principal é monetizar a divulgação desses artigos; e as mídias têm duas opções: A primeira possibilidade é a de gerenciar completamente o espaço publicitário e manter 100% das rendas. A secunda opção é se apoiar no “Audience Insights” para gerenciar as campanhas, aonde o Facebook recebe uma comissão de 30% das rendas publicitárias.

Sobre os dados de comportamentos e estatísticas, que são informações chaves e valiosas hoje em dia, o Facebook deixa a possibilidade de usar outras ferramentas (como ComScore por exemplo) Facebook não informa se ele também guarda essas informações nos servidores dele, nem se ele vai usa-las.

Uma arma a mais contra o Google.

O potencial do “Instant Article” não vai se limitar a imprensa, a vontade do Facebook é de mudar a paradigma atual que posiciona o Google como entrada principal para o Web. Em paralelo, o Facebook está testando um motor de busca de links, o que é mais uma iniciativa para guardar os internautas no ecossistema dele.

Para alguns analistas, a intensão do Facebook é realmente a de atacar o Google nas buscas online. Facebook, com 1,4 bilhões de membros e com 1 bilhão de bilhão de publicações referenciadas, tem a possibilidade de mostrar a web de uma nova forma, orientado pelo mobile, e substituindo as buscas clássicas por buscas com um lado mais social.